A aula invertida e o líder de grupo – a responsabilização dos alunos na aprendizagem

Edição: 
Data de início/fim: 
Quinta, 15 Setembro, 2022 - 10:00 - 12:00
Duração (horas): 
2
Nome do(s) Formador(es): 
Ana Luísa De Sousa Coelho e Mónica Alexandra Teotónio Fernandes
Instituição do(s) Formador(es): 
Universidade do Algarve
Biografia: 
Ana Luísa De Sousa Coelho é docente da Escola Superior de Saúde da Universidade do Algarve (ESSUAlg), farmacêutica, mestre e doutorada em biomedicina. Leciona unidades curriculares da área da biotecnologia, biologia molecular e bioquímica, no curso de licenciatura em Farmácia. É investigadora no Algarve Biomedical Center Research Institute (ABC-RI), onde reparte os seus interesses científicos entre metabolismo, cancro, diabetes, obesidade e o envelhecimento. Tem interesse na aplicação de tecnologias de informação. no ensino-aprendizagem, dinamizando a sua atividade letiva através da utilização de bases de dados clínicos e recursos digitais, entre outras estratégias pedagógicas. Mónica T. Fernandes É docente da Escola Superior de Saúde da Universidade do Algarve (ESSUAlg), farmacêutica, mestre em e doutorada em ciências biomédicas. Leciona unidades curriculares da área da biologia celular e molecular, genética e imunologia, nos cursos de licenciatura em Farmácia, Dietética e Nutrição, e Ciências Biomédicas. É investigadora no Algarve Biomedical Center Research Institute (ABC-RI), onde reparte os seus interesses científicos entre cancro, células estaminais e o envelhecimento. Tem especial interesse na inovação pedagógica baseada na prática experimental, como método de aprendizagem ativa, promovendo o entendimento dos conceitos teóricos da biologia e sua aplicação em Saúde.
Vagas: 
55
Descrição: 
Com esta dupla estratégia, pretende-se que os alunos assumam a responsabilidade de ensinar os seus pares, permitindo-lhes não só melhorar a compreensão dos conteúdos programáticos, como também desenvolver habilidades de comunicação, envolvendo os alunos na responsabilização não só da sua própria aprendizagem, mas também da aprendizagem dos outros. Através de uma metodologia de aula invertida, os alunos têm acesso não só ao ensino presencial, mas também a atividades de aprendizagem online (visualização de vídeos, resolução de exercícios, etc.). Esta estratégia antecipa que a preparação do aluno seja realizada em fase de pré-aula, otimizando o tempo na mesma e o contacto com o docente, e priorizando as atividades experimentais que se realizam em grupo em aulas práticas laboratoriais. Outra estratégia de aprendizagem ativa, é a existência de um “líder do grupo”, o qual alterna entre todos os alunos ao longo do semestre, e tem tarefas específicas: 1) responder a questões da docente sobre o fundamento teórico; 2) explicar o procedimento experimental a todos os colegas; 3) apresentar e discutir os resultados do grupo obtidos durante a aula; 4) representar o grupo.