A fraude no Ensino Superior: O que se sabe e o que se julga saber

Edição: 
Data de início/fim: 
Quarta, 14 Setembro, 2022 - 10:00 - 12:00
Duração (horas): 
2
Nome do(s) Formador(es): 
Madalena Ramos e João Paiva Monteiro
Instituição do(s) Formador(es): 
Instituto Universitário de Lisboa
Biografia: 
Madalena Ramos é professora associada com agregação e atualmente Diretora do Departamento de Métodos de Pesquisa Social do Iscte-Instituto Universitário de Lisboa. Leciona e coordena diversas disciplinas de Estatística e Análise de Dados em diferentes cursos e ciclos de estudo. Licenciada em Sociologia (Iscte) e com mestrado em Sociologia (FCSH/NOVA), doutorou-se em 2003 em Educação (Faculdade de Ciências/ULisboa). É investigadora no Centro de Investigação e estudos em Sociologia (CIES-IUL) e tem participado em diversos projetos de investigação, designadamente nas áreas da sociologia da família e das migrações, dos quais têm resultado diversas publicações nacionais e internacionais. Integrou ente 2012 e 2021 a Direção da Associação Portuguesa de Sociologia, onde coordenou o 1º levantamento nacional sobre as práticas profissionais dos diplomados em sociologia. Atualmente as suas áreas de interesse são o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a fraude e integridade académica. João Paiva Monteiro é subdiretor no Laboratório de Competências Transversais do Iscte, responsável pela implementação do Núcleo de Inovação e Desenvolvimento Pedagógico, onde se inclui o suporte técnico e pedagógico à plataforma Online Learning Iscte. Exerceu no Instituto Politécnico de Lisboa, Escola Superior de Educação (ESELx), funções técnicas como gestor da plataforma Moodle e professor adjunto convidado, na área da comunicação e produção multimédia. Licenciado em Ensino pela ESELx, possui Mestrado em Multimédia em Educação pela Universidade de Aveiro e em 2016 concluiu o doutoramento em Tecnologias de Informação e Comunicação em Educação, no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tem como áreas de interesse no contexto do ensino superior: o ensino à distância, inovação pedagógica e mudança organizacional, plágio, necessidades educativas especiais dos estudantes, desenvolvimento pedagógico e competências digitais.
Vagas: 
60
Descrição: 
Esta ação tem por finalidade sensibilizar os participantes para a problemática da fraude académica, e os tipos de fraude com maior incidência, nomeadamente o plágio, a cópia, a fabricação e facilitação em trabalhos académicos, Com base nos resultados de um questionário aplicado a estudantes do ensino superior, serão abordados: • os conceitos: fraude académica, plágio, propriedade intelectual, direitos de autor • as práticas e perceções dos estudantes face à fraude (ativa); • plágio intencional e não intencional • principais razões para cometer fraude; • relação com a regulamentação sobre fraude académica • ferramentas digitais para deteção de plágio